ESTOU COM PROBLEMAS - CASOS CLÍNICOS


Versão para impressão


"PÁLPEBRAS"


01. Fiz a cirurgia das pálpebras pensando em aliviar a aparência de um rosto cansado e não fiz o rosto porque sou muito medrosa. Na verdade não fiquei satisfeita, pois ainda acho meu rosto cansado.

Por que o cirurgião não puxou minhas bochechas para cima pelas pálpebras inferiores?

 


Resposta: Isto é um engano comum entre os leigos. O que ocorre é que não é possível fazer o levantamento da face pelas pálpebras, uma vez que elas não podem sustentar tanto peso. Muitas vezes vemos pessoas com os olhos arredondados, irritados e lacrimejando, sem poderem fechá-los adequadamente após uma cirurgia, devido a uma retirada excessiva de pele.

02. Pensei que fazendo a cirurgia das pálpebras superiores as minhas sobrancelhas que estão caídas seriam corrigidas também; ou seja, levantariam, mas isto não aconteceu. Como resolver?

Resposta: A queda das sobrancelhas e o excesso real de pele nas pálpebras superiores são coisas diferentes e também exigem técnicas diferentes para sua correção. No caso da queda das sobrancelhas existem desde procedimentos menores locais para o lift das sobrancelhas até o lift da testa com técnicas variadas, inclusive com procedimento videoendoscópico. A opção técnica dependerá do caso e da conversa acertada com o cirurgião.

03. Fiz uma cirurgia para corrigir a flacidez de pele das pálpebras superiores e retirar bolsas de gordura. Porém, tenho observado que a cicatriz ficou muito alta, com uma forma de "C" muito curvo e aparecendo bastante. Como corrigir?

Resposta: Normalmente a cicatriz nas pálpebras superiores deve ser feita seguindo a linha da prega natural que se faz quando a pessoa abre os olhos. Se a cicatriz estiver muito alta como no seu caso, somente se houver ainda pele sobrando é que se pode fazer a tentativa de abaixá-la numa nova ressecção de pele. Do contrário deve-se massagear e esperar que o tempo passe até que tenhamos mais pele para fazer-se a correção.

04. Eu já tinha os olhos fundos e pequenos, mas depois da cirurgia das pálpebras eles estão mais encovados e parecem que diminuíram. Como solucionar?

Resposta: Pode ser que as bolsas de gordura tenham sido retiradas de forma exagerada no seu caso, o que causaria esse efeito que você relatou. A correção nesta hipótese poderia ser tentada com a colocação de um pequeno enxerto de gordura nas pálpebras inferiores. Seus olhos continuariam pequenos como antes; apenas reduziria o aspecto encovado atual.

05. O meu problema é com a blefaroplastia que fiz nas pálpebras inferiores. A cicatriz passa muito do canto externo dos dois lados e apareceu uma bolinha no meio da pálpebra inferior do lado direito e outra do lado esquerdo próxima do nariz. Dizem que cicatriz é para sempre, mas tem algum jeito? E o que poderão ser estas bolinhas? Ah! Esqueci de dizer que não fiz as massagens.

Resposta: Na realidade cicatrizes muito longas não podem ser reduzidas no seu comprimento, mas um peeling pode torná-las menos visíveis. Na região das pálpebras o peeling melhor indicado é o de laser de CO2, mas esta indicação deve ser avaliada individualmente, de acordo com o caso e com o tipo de pele da pessoa. Quanto às "bolinhas", pode ser que se trate de áreas de fibrose devido não ter sido realizada nenhuma massagem no pós-operatório

06. Depois da cirurgia das pálpebras notei que meus olhos ficaram diferentes, um ficou arredondado e o outro está mais puxado. Tem como equilibrá-los?

Resposta:
Todos nós temos diferenças entre um lado e outro do corpo e que às vezes não prestamos atenção até que realizamos uma cirurgia plástica. Contudo, se houve uma retirada de pele em uma das pálpebras inferiores maior que o ideal, enquanto do outro lado foi normal; isto poderá causar uma assimetria e alterar inclusive o formato do olho onde foi retirada maior quantidade de pele. Existe correção para estes casos e ela pode ser feita através de técnicas para dar maior sustentação na pálpebra que ficou arredondada, fazendo com que seu formato se assemelhe ao do olho oposto.

07. Noto que depois da blefaroplastia, a borda da pálpebra inferior está muito arredondada e puxada para baixo. Estou com 30 anos e tenho o olhar mais triste do que antes e o branco do olho aparece muito. Como recuperar o meu olhar?

Resposta:
A este aspecto em que o branco do olho aparece muito, com a borda da pálpebra inferior arredondada e puxada para baixo chama-se de ectrópio. Nos casos menos evidentes pode-se dizer apenas esclera aparente, quando o branco do olho fica visível abaixo da íris e o aspecto arredondado na pálpebra inferior é pequeno.

Este problema após uma blefaroplastia deriva da retirada excessiva de pele nas pálpebras inferiores e pode ser corrigida por diversas técnicas (cantopexia, cantoplastia, SOOF e enxerto de pele), dependendo de avaliação criteriosa para cada caso em particular.


08. Está fazendo 5 dias que fiz a cirurgia das pálpebras superiores e inferiores. No momento estou lacrimejando muito e estou vendo uma bolhinha como se tivesse líquido no olho direito. Como devo proceder?

Resposta:
Isto pode ser normal nos primeiros dias de pós-operatório, pois existe edema (inchaço) no local. Por ser o tecido das pálpebras muito delicados, o líquido do edema se localiza e toma o aspecto de bolsas. Convém fazer compressas geladas e usar o colírio prescrito pelo cirurgião. Caso a bolhinha esteja dentro do olho, na conjuntiva e persista por mais de uma semana aconselha-se fazer um exame com um oftalmologista.

09. Já tinha feito uma cirurgia de face há 6 anos atrás e recentemente fiz outro lift com cirurgia das pálpebras. Meu cirurgião até fez minha testa sem que eu pedisse, pois disse que eu tinha umas rugas entre as sobrancelhas. O resultado é que não estou satisfeita, porque meus olhos ficaram diferentes e assimétricos. Eu perdi o olhar brejeiro que tinha e agora tenho um olhar caído e triste. Um olho ficou menor e com a forma diferente do outro. Sinto que esse olho não abre todo e tenho dificuldade de levantar as pálpebras superiores. Também estou com "um ponto fundo" na sobrancelha esquerda bem no comecinho. A minha maquiadora também observou a diferença dos olhos. Como resolver tudo isso?

Resposta: Sua cirurgia foi realizada recentemente o que pode prejudicar uma avaliação definitiva. Apenas como hipótese a perda dos movimentos da sobrancelha podem estar relacionados com a cirurgia do lift da testa, assim como a depressão que você observa na sobrancelha. O olhar caído e triste pode ter sido ocasionado por problemas com a cirurgia das pálpebras inferiores.
O melhor é acompanharmos seu caso por mais algum tempo até que o quadro se defina com maior clareza e então fazermos a correção necessária com segurança. No momento qualquer intervenção cirúrgica pode ser precipitada. Porém, devem-se tomar algumas iniciativas para tentar recuperar o movimento das sobrancelhas, reduzir o edema e a fibrose como, por exemplo, massagens e exercícios de fisioterapia.


10. Fiz a cirurgia das pálpebras porque estava com muita pele sobrando. Já me dificultava a visão e a maquiagem ficava sempre borrada. Fiz as massagens depois da cirurgia, como foi recomendado. Passados três meses o meu marido falou que os meus olhos ficam entreabertos quando estou dormindo e acordo com certa ardência neles. Tenho medo disto afetar a minha visão. O senhor poderia me aconselhar alguma coisa que tenho que fazer no momento?

Resposta:
É provável que tenha sido retirado um pouco mais de pele das suas pálpebras que o necessário e por isto, agora lhe falta pele para o fechamento completo dos olhos. A ardência nos olhos já é um sinal de ressecamento da córnea em decorrência de sua exposição durante o período da noite. Você deve procurar um oftalmologista para orientá-la quanto ao uso de lubrificantes oculares e, também fazer exercícios de abrir e fechar os olhos, além de massagens nas pálpebras para liberar mais a pele. O risco de não tratar este tipo de alteração é o olho seco e úlceras de córnea, que podem evoluir até a cegueira nos casos mais graves.


11. Estou com os olhos de "chinesinha" depois que fiz a cirurgia das pálpebras superiores e inferiores. Gostaria de saber se há conserto?

Resposta: O edema "inchaço" depois da cirurgia de pálpebras costuma dar esse aspecto aos olhos temporariamente. A mudança do formato do olho para orientalizá-lo só ocorre se for feita a cirurgia de orientalização com mudança da implantação lateral dos cantos dos olhos, ou uma tração lateral excessiva no rosto durante um lift facial. Siga as orientações médicas e faça as compressas geladas sobre os olhos para ajudar a reduzir o edema.

12. Já tenho 60 anos e fiz há 4 meses a cirurgia do rosto e das pálpebras. Aparentemente a pele da pálpebra inferior está lisa, mas quando vou passar o lápis delineador sinto que está muito flácida e custa a voltar para o lugar quando eu puxo para pintá-la. Também estou sempre com uma lágrima estacionada aí? Já aconteceu de me machucar porque enfiei o lápis dentro do olho. O que ficou faltando fazer? Existe alguma cirurgia para corrigir isto?

Resposta:
Primeiramente, esse tipo de flacidez não é da pele e sim de uma estrutura cartilaginosa, o "tarso", que existe dentro da pálpebra inferior e que, em conjunto com os ligamentos laterais têm a função de sustentá-la. Contudo, estas estruturas se enfraquecem com o passar dos anos. Quando isto é diagnosticado, a conduta indicada é a correção deste enfraquecimento associada à blefaroplastia (cirurgia das pálpebras). Como você já fez a blefaroplastia, agora deve corrigir esse problema para não vir a sofrer de alterações como o olho seco ou ulcerações na córnea no futuro. As cirurgias neste caso envolvem técnicas conhecidas com o nome de cantoplastias ou cantopexias.


13. Quando fiz 57 anos me dei de presente uma cirurgia plástica de pálpebras, pois me incomodava o excesso de pele e muitas bolsas. Na ocasião o "Doutor" falou que iria dar um pontinho de cada lado do canto externo porque um tal de "tarso" estava frouxo. Ele me explicou que o tarso era uma estrutura que ajudava a segurar a pálpebra. Passados dois meses da cirurgia e já sabendo o que era o tarso, notei que continuava frouxo, pois a pálpebra demorava a retornar à posição normal quando eu a puxava para baixo. Daí eu voltei ao Doutor que me operou e ele me examinou e disse que os pontos estavam lá. Quero saber se tenho que fazer outro tipo de cirurgia para deixar esse tarso firme? Obrigada.

Resposta:
Antes de partir para outra cirurgia é preciso saber se realmente é necessário. Provavelmente a técnica que seu cirurgião utilizou foi a cantopexia, ou seja, o levantamento e fixação do canto externo dos olhos através de pontos. Porém, se esta técnica não tenha oferecido o resultado adequado, pode-se utilizar outro método como a cantoplastia ou retalho tarsal. Estes são termos técnicos de difícil compreensão para o leigo; o que mais importa é que você saiba que há outras opções de correção caso haja indicação real para o seu caso.

14. Já fiz três cirurgias no rosto e sempre mexendo alguma coisa nas pálpebras. O meu marido disse que dessa última vez eu mexi mais da conta, pois os meus olhos estão arredondados e puxando para baixo. Na última vez o médico deu uns pontos nos cantos dos olhos e disse que se não o fizesse teria que enxertar pele. Procurando daqui e dali fiquei sabendo que existe uma técnica chamada SUFF, mas não entendi nada. Pergunto se esta técnica resolveria o meu caso?

Resposta:
A palavra é SOOF e não suff e é um acrônimo do seu nome em inglês para elevação subperiostal do corpo adiposo infra-orbital; mas isto não vem ao caso. É importante que se diga que este procedimento é usado principalmente para o levantamento do terço médio da face com fins reparadores e estéticos.

Pode ser empregado na reparação de casos graves de ectrópio, ou seja, falta grave de pele nas pálpebras inferiores que impossibilitam o fechamento dos olhos, podendo levar a ulceração nas córneas. Essa técnica pode causar edema prolongado no pós-operatório e precisa de uma avaliação criteriosa do cirurgião para sua indicação. É muito importante dosar a vaidade para não se exceder.

15. Tenho 27 anos e fiz a retirada de um câncer de pele, carcinoma basocelular que se situava entre o 1/3 médio e interno da pálpebra inferior direita. Já se passaram seis meses e nesta região da retirada está bem retraído. Gostaria de saber se fazendo a cirurgia de pálpebras essa retração desaparece.

Resposta: A correção de defeitos decorrentes da retirada de tumores grandes nas pálpebras inferiores necessita de técnicas reparadoras diferentes da cirurgia estética das pálpebras. O cirurgião optará por uma ou outra dependendo do seu conhecimento e de sua habilidade frente à extensão do tumor. De acordo com o que nos disse em sua pergunta, que o tumor ocupava praticamente metade da pálpebra inferior direita, é provável que a reparação deva ser feita com o que chamamos de retalho dos tecidos locais e não por uma blefaroplastia estética.


16. Pensei que fazendo a blefaroplastia, pois tinha muita pele nas pálpebras superiores, eu acabaria com a expressão de estar sempre com sono. Além do mais, continuo com a dificuldade de abri bem os olhos como antes, apesar de agora estar sem aquele excesso de pele. Tem algum outro jeito de resolver isto que não sei o que é?

Resposta: Ao que parece, além do excesso de pele que você tinha anteriormente você também possui uma "ptose palpebral", que passou despercebida pelo seu cirurgião. A ptose palpebral é uma patologia de causas variadas, podendo ter origem congênita ou adquirida. A simples retirada do excesso de pele da pálpebra superior não corrige uma ptose palpebral. O mal-funcionamento dos músculos elevadores da pálpebra prejudica a abertura normal dos olhos e dão o aspecto de sono constante aos que a possuem. Muitos só conseguem olhar com o esforço dos músculos da testa, ficando com muitas rugas naquele local. Existem técnicas diferentes para corrigir a ptose palpebral, variando com cada tipo; desta forma é preciso uma avaliação especializada para definir o que deve ser indicado no seu caso.


17. Depois da blefaroplastia, passei a ter uma sensação de cisco nos dois olhos. Quando fui me pintar notei que a linha dos cílios está falhada. Já pedir para as pessoas de casa verificarem se tem algum cabelo ou "cisco" dentro do olho; mas eles não conseguem ver nada. Já estou cheia de usar tantos colírios. Gostaria de uma explicação e se possível uma solução?

Resposta:
Pode ser que alguns de seus cílios estejam nascendo para dentro da linha natural onde nascem e estejam causando essa sensação. A isto chamamos de triquíasis e necessita de avaliação especializada pelo cirurgião peri-orbitário para correção adequada. Deve também fazer uma avaliação com um oftalmologista, para descartar qualquer traumatismo na córnea e fazer tratamento adequado se necessário.


18. Pergunto o que fazer para eliminar alguns carocinhos meio endurecidos que apareceram nas cicatrizes das pálpebras superiores?
Já tenho quatro meses de cirurgia e fiz todas as massagens como foi recomendado.


Resposta:
Estes "carocinhos" como você chama, talvez sejam pequenos cistos resultantes do processo de cicatrização. Neste caso deve-se retirá-los. Porém, é preciso que se avalie a hipótese de alguma hipertrofia da cicatriz, que pode necessitar de massagem e uso de creme apropriado.


19. Tenho 27 anos, sexo masculino e fiz uma plástica nas pálpebras inferiores. Eu não tinha bolsas naturalmente, mas quando eu sorria aparecia um "cordão grosso" embaixo dos olhos que acentuava a minha expressão. O cirurgião disse que tirou um pouco de pele, mas o problema do "cordão" continua. Eu gostaria de saber se tem como resolver este problema?

Resposta:
Na realidade esse "cordão" que aparece em sua pálpebra inferior somente quando você sorri é resultante da contração do próprio músculo orbicular dessa pálpebra. Isto é mais freqüentemente encontrado em homens e deriva de uma hipertrofia desse músculo. A correção pode ser tentada através da retirada de uma lâmina fina desse músculo na porção mais superficial à pele, mas nem sempre se pode alcançar o resultado esperado, pois há limites de segurança nessa ressecção.


20. Tenho alergia e estou sempre com os olhos inchados, principalmente as pálpebras inferiores. Cheguei a fazer a cirurgia das pálpebras, mas não resolveu, continuo com os olhos "empapuçados". Pergunto se uma pequena lipoaspiração resolveria?

Resposta: Edemas deste tipo, resultantes de processos alérgicos crônicos ou atopias, não são resolvidos com a blefaroplastia (cirurgia das pálpebras). Eles geralmente persistem após a cirurgia, pois não têm relação com as bolsas de gordura nem com a pele das pálpebras. São localizados preferencialmente sobre os malares ou região zigomática. Há necessidade de tratamento clínico e acompanhamento com imunologista ou alergista. Uma lipoaspiração nessa área do zigomático pode melhorar o aspecto em alguns casos, porém não garante o resultado.
Há casos em que até a ressecção do tecido através de uma incisão pode ser indicada.


21. Tenho 27 anos, sexo masculino e os cantos externos dos olhos para baixo e com um aspecto triste. Existe alguma possibilidade de alinhar, ou seja, elevar mais está parte?

Resposta: Sim, a implantação do canto externo do olho pode ser mobilizada para cima ou para baixo, dentro de certos limites. Para isto existem as técnicas de cantoplastia, que permitem ao cirurgião desinserir o canto externo da pálpebra e reinseri-lo no local desejado. Mas, somente com uma avaliação personalizada de cada caso pode-se dizer se isto será possível.

22. Tenho os olhos grandes e para fora. Não tenho hipertiroidismo, mas a minha aparência assusta até a mim mesma. Gostaria de uma orientação?

Resposta: Existem possibilidades de melhoria através da retirada do coxim de gordura retro-orbitário; mas estes casos necessitam de um estudo apropriado e avaliação com um especialista em cirurgia peri-orbitária.


voltar